Algumas considerações da autora


Eu já havia feito uma postagem sobre pessoas que nos interpretam mal, pra mim, com anos fazendo o que faço, não foi surpresa ver pessoas exalando veneno pelos poros a respeito da matéria anterior, algumas que não leram o texto inteiro e quiseram dar sua opinião, algumas que não entenderam uma palavra do que eu quis dizer, mas também quiseram dar sua opinião, e alguns que simplesmente não gostavam da autora e quiseram dar sua opinião. Essas pessoas, que eu exponho aqui pra vocês, e que vocês mesmos puderam ter a chance de observar nos últimos dias, são a razão principal de muitas pessoas desistirem desse meio.

Muitas das situações nas quais eu citei e os relatos que eu recebi, eu cortei, ou iria ficar muito extenso e muitos teriam preguiça de ler, mas muitas das pessoas que falaram comigo, deu pra ver de longe que tinham desenvolvido alguma espécie de complexo devido ao tempo fazendo cosplay e tendo que se submeter as regras rígidas de beleza da sociedade, não só do meio otaku.

Posso dizer que ouvi as coisas mais ridículas e não-humanas que eu poderia ouvir na minha vida, pessoas que não sabem nem ao menos o significado da palavra "transtorno". Dizer que essas pessoas tem inveja de outras, são mal amadas, é a coisa mais repugnante que um ignorante pode dizer. Mas eu não estou aqui para dar uma resposta a pessoas sem educação, pouco entendidas sobre humanidade.

Esse blog foi criado com a intenção unica e exclusiva de ajudar as pessoas, meu interesse não é gerar brigas, muito pelo contrário. Geralmente eu sempre fico do lado das pessoas que não podem se defender e isso deixa outras pessoas com dor de cotovelo, e eu entendo isso, já que elas querem ser colocadas num pedestal e não quer que ninguém fale sobre isso, inclusive quer que outras pessoas sejam inferiorizadas. Elas tem os cegos delas, que vão acatar a tudo que elas disserem, não vai mudar o fato de que só estão jogando os problemas para baixo do tapete, uma hora o tapete vai ser retirado, e os problemas vão estar lá, e não são tão fáceis de remover como poeira.

A verdade é que não importa quanto eu diga que odeio as pessoas, na verdade eu tenho total consciência de que eu sou apaixonada por elas, adoro a mente delas e o que ela esconde, as frustrações, e embora eu não possa o tempo todo ajudá-la com seus problemas, eu sempre tentei da melhor forma possível. Quem me conhece mesmo, sabe que eu sou uma pessoa extremamente humilde, que sempre tenta ajudar e acolher as pessoas para fazer com que elas se sintam bem consigo mesmas, meus amigos, nunca vão ficar sem o meu apoio, não importa o que façam, e muitas vezes eu mesma jogo os meus problemas para baixo do tapete, para que eu possa dar apoio e ouvir outras pessoas. Então uma pessoa dizer que eu sou invejosa, ou hipócrita e que quero fama devido a algo que eu escrevi, é totalmente e completamente estúpido a altos níveis, essa pessoa não sabe do que está falando.

De fato, eu não achei que aquele texto fosse ter a repercussão que teve, achei que três pessoas iam compartilhar e que eu ia me divertir com as pessoas no blog conversando sobre problemas, mas as pessoas tem teto de vidro, e gostam de dar opinião reversa só por esporte onde ninguém pediu, as vezes parece que só pra discordar de alguma coisa.

O que eu quero que vocês entendam, de uma vez por todas, é que as pessoas que me deram relatos, são pessoas com tristezas e sofrimentos, assim como você, não foco de briga e desavença pra vocês adicionarem, abrirem o chat no facebook e quererem jogar meia dúzia de xingamentos vazios, essas pessoas, assim como qualquer outra, merecem ter sua dor compreendida e respeitada.

É aí que a gente chega numa palavra extremamente importante. Respeito. Muitos não conhecem nem o significado dessa palavra hoje em dia, pelo que eu pude visualizar. Você pode não concordar com a opinião dos outros, mas você deve respeitar a opinião deles. Muitas pessoas me excluíram das redes sociais, algumas somente para postar uma resposta que mais parecia uma sessão de cuspes feitos numa tela, criticando o sentimento dos outros como se elas não tivessem o direito de se sentir de determinada forma. Você pode não gostar de mim, e eu não vou dizer que você precisa me engolir, porque não precisa, mas uma coisa básica que aprendemos na escola, é aprender a respeitar o próximo. Tive amigos que não gostaram do que eu escrevi, minha própria noiva discordou de algumas coisas, nem por isso eu a mandei embora, a vida segue, eu a respeito. Aprendi a respeitar muitas pessoas nesses últimos anos, que muitas pessoas diriam que eu não tenho a obrigação, mas eu sinto como se tivesse.

Na verdade, tudo que eu queria dizer nessas considerações é que independente se você gosta ou não, eu vou continuar tentando ajudar as pessoas de alguma forma, sempre fiz isso, passei por muitas dificuldades devido a isso. Para muitos, eu sou só uma pessoa com coroa de briguenta, mas o que importa é que os que me conhecem de verdade sabem quem eu sou. Os que ouviram boatos, acreditam no que querem e eu serei sempre bem vinda e de chat aberto para os que quiserem desacreditar no telefone sem fio e me conhecer de verdade.

No demais, eu não me importo, nem leio respostas ao meu texto, apesar de ter sido muita falta de educação usar as frases sem a minha permissão ou dos envolvidos, e sim, eles podem processar, já vou avisando a pessoa que o fez pra ela ficar ciente. Mas por outro lado também houveram pessoas educadas que vieram pedir a minha autorização e dos envolvidos para postar uma resposta, esses tem o meu respeito, assim como tiveram o devido respeito para com todos.

Deixo aqui o meu mais sincero obrigado as pessoas que me ajudaram a escrever, no futuro farei outras matérias semelhantes e procurarei mais pessoas para me dar depoimentos através das páginas do facebook, então quem quiser ajudar será sempre bem vindo. Nossa equipe tem agora também o "Centro de ajuda ao Cosplayer", que nada mais é do que um lugar onde você pode entrar e enviar uma mensagem pra gente dizendo como você se sente, se está passando por algum problema ou se somente quiser conversar, tornando o intuito desse blog o mais claro possível, ajudar pessoas com problemas, até mesmo de auto-estima dentro do meio cosplay. Se você quiser usar esse canal para falar de modo anônimo até mesmo comigo, você pode pedir para transferir pra mim, e eu vou te atender.

Vocês serão sempre bem vindos ao meu blog, enquanto respeitarem a opinião de todos aqui presentes, vocês serão sempre bem vindos na minha caixa de mensagens se forem capazes de ignorar um boato para buscar uma segunda opinião e aos que se sentiram ofendidos pelos demais e suas opiniões vazias, lembrem-se de que muitas pessoas são corajosas na internet, mas na vida real são um poço vazio sem nada a oferecer ao mundo. Se palavras tem o poder de ajudar e machucar, busque por palavras que te ajudem, e delete as que te fazem mal, e se algo não te agrada, lembre-se que você pode simplesmente fechar a página como eu faço todos os dias.

Algumas considerações da autora

Compartilhe:

Deixe um comentário

3 comentários:

  1. Nem duvido que aquelas vacas que te atacam irão encarar isso como resposta a elas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixa elas pensarem que eu perco meu tempo com elas. É tão bom quando a gente se sente amado, não?

      Excluir
    2. Não deixe te desanimarem, é isso que elas querem.

      Excluir